|   -A     Padrão     A+   |  

Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage - FUNALFA
MUSEU FERROVIÁRIO

Ferrovia em Juiz de Fora

Juiz de Fora surgiu às margens do "Caminho Novo", aberto por Garcia Rodrigues Paes em fins do século XVII, ligando Minas Gerais ao Rio de Janeiro. Inicialmente integrado ao município de Barbacena, Juiz de Fora fixou-se enquanto cidade em 1856.

Em 30 de dezembro de 1875, aqui foi inaugurada a estação provisória da Estrada de Ferro D. Pedro II, em terreno adquirido por beneméritos e doado à ferrovia. Nesta mesma data, foram inauguradas as Estações de Espírito Santo, Sobragy, Mathias Barbosa, Cedofeita e Retiro.

A inauguração da Estrada de Ferro D. Pedro II, em 1875, no período do auge da produção cafeeira, consolidou a posição do município dentro da província mineira. Sua implantação se deu no momento em que a Companhia União e Indústria se encontrava deficitária. A ferrovia desempenhou então, papel fundamental no escoamento do café.

Um ano após a sua inauguração, a Estação de Juiz de Fora já ocupava o quarto lugar em importância na receita ferroviária, sendo precedida somente pela Corte, Porto Novo do Cunha e Cachoeira.

Prefeitura de Juiz de Fora - Funalfa - Histórico
Algumas melhorias urbanas mostram o aceleramento da industrialização neste momento. Destacam-se a implantação do telefone, em 1883, do telégrafo, em 1884, do Banco Territorial Mercantil, em 1887 e do Banco do Crédito Real, em 1889. Por ser o mais importante município industrial do Estado de Minas Gerais e por priorizar reformas urbanas, Juiz de Fora recebeu a denominação de Manchester Mineira. A cidade teve na ferrovia significativa marca de progresso, com a circulação de pessoas, de mercadorias e de idéias.

Com o gradativo aumento do fluxo de cargas e passageiros, a administração da Estrada de Ferro inaugurou, em 1905, uma nova Estação, com todos os cômodos necessários ao serviço de tráfego, como uma sala para agência do correio e outra para um botequim, bem como 560 metros de plataforma coberta.

Praça da Estação
A Praça da Estação, situada na região central da cidade, tornou-se uma referência no município, um local com grande fluxo de pessoas e produtos. Em fins do século XIX, foi construído, em frente à Praça da Estação, o Grande Hotel Renascença, famoso em todo o país pelo requinte e luxo, tanto do seu interior quanto da sua fachada. O hotel hospedou diversas personalidades em visita à Juiz de Fora, como Getúlio Vargas e Arthur Bernardes, ambos Presidentes da República.

Foi assim que a Praça da Estação se transformou, também, em palco de grandes acontecimentos políticos da cidade. A chegada de autoridades, os comícios, as manifestações políticas e de cunho social, passaram a ser feitas, muitas vezes, nas suas dependências. Um dos maiores eventos ocorridos na Praça foi o comício pelas "Diretas já", na década de 1980, que visava o fim do regime ditatorial no Brasil e a instalação da democracia.
Prefeitura de Juiz de Fora - Funalfa - Histórico
Prefeitura de Juiz de Fora
Av. Brasil, 2001 | Centro - Juiz de Fora/MG - CEP: 36060-010
Todos os direitos reservados. Copyright © 2021 - Site versão 3.2