Portal de Serviços da Prefeitura de Juiz de Fora
  |   -A     Padrão     A+   |  
Secretaria de Administração e Recursos Humanos - SARH
ARQUIVO HISTÓRICO

Apresentação


O Arquivo Histórico de Juiz de Fora (AHJF) é uma instituição que tem por objetivo o recolhimento, organização, preservação e divulgação de acervos documentais de relevância para a história do município e região, sejam estes de caráter público ou privado. É política do AHJF promover a conscientização e a preservação do patrimônio documental da microrregião de Juiz de Fora, oferecendo assessoria ou seus serviços gratuitamente.

O Arquivo Histórico de Juiz de Fora foi criado em 27 de abril de 1973, pelo então prefeito Itamar Franco, mas suas atividades logo foram interrompidas e caíram no esquecimento. O acervo ficou, então, condenado ao descaso e ao abandono até que, em 1985, a Prefeitura de Juiz de Fora, através de um convênio com a Universidade Federal de Juiz de Fora, iniciou a implementação de um projeto de organização, arranjo e descrição da documentação de valor permanente/histórico depositada nos 'porões' de um prédio público. A partir de então deu-se início à recuperação e disponibilização do valioso acervo acumulado. Em julho de 1990 a Lei 7.772 autorizou a criação do Arquivo Histórico.

As atividades realizadas pelo AHJF coadunam-se com um movimento que avança no Brasil nos últimos trinta anos, ou um pouco mais, qual seja, o incentivo pela produção de conhecimentos históricos regionais e locais. Na contramão do que até então ensinava a História Oficial - a História dos vencedores e seus feitos -, partimos em busca da História dos vencidos, do cidadão comum, a História do que está mais próximo. A demanda pela pesquisa regional/local propiciou o resgate de muitos arquivos até então relegados ao esquecimento, ao abandono e à ação de lambedores e roedores; por outro, a recuperação das fontes locais trouxe a lume “acontecimentos e fatos que haviam ocorrido em espaços micro-históricos regionais, que estavam guardados no esquecimento” dos arquivos locais, “assim como na memória coletiva e na tradição oral”, incentivando e promovendo a recuperação de novos conjuntos documentais (1). Os resultados destas pesquisas evidenciam a diversidade histórica das regiões e, por conseguinte, do país. Nos últimos anos temos assistido, também, a uma busca do cidadão por suas origens, pelo conhecimento de sua história familiar. Assim, os locais de guarda de patrimônios documentais – os arquivos públicos, os cartórios, os arquivos eclesiásticos etc. – passaram a ser alvo do interesse dos cidadãos.

O projeto político do AHJF é atuar na recuperação, preservação e divulgação documental, e também contribuir para a produção e a circulação do conhecimento da História local, fazendo emergir o seu potencial pedagógico.

Os lugares de memórias não devem ser lugares privilegiados de pesquisadores acadêmicos, mas sim um espaço de cidadania, aberto aos educadores, ao público escolar e à população em geral. Foi por acreditar nisto que, a partir de 1995, o Arquivo Histórico de Juiz de Fora (AHJF-PJF) iniciou a implantação de serviços educativos, objetivando associar-se aos que trabalham pelo resgate e divulgação de Histórias e Memórias locais e promover a recuperação identitária de atores sociais diversos.

A proposta de trabalho do projeto educativo do AHJF coaduna-se com os Parâmetros Curriculares Nacionais (Lei 9.394 de 20 de dezembro de 1996) para o ensino de História e Geografia, ainda em vigor - que pressupõe o ensino da Geografia e da História local para as séries iniciais. Também está em consonância com a Lei 10.639, de nove de janeiro de 2003, que inclui no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática História e Cultura Afro-brasileira. No entanto, é relevante ressaltar que o potencial educativo dos acervos custodiados pelo AHJF extrapola significativamente as disciplinas mencionadas, contemplando as demais áreas do conhecimento: matemática, português, ciências, artes etc., espaço privilegiado para exercícios multidisciplinares.

O objetivo é despertar nos jovens estudantes o interesse pelo conhecimento de temas da História local e, por extensão, da História geral. A preocupação é evidenciar que a História não é obra de alguns poucos heróis, consagrados até recentemente por uma historiografia elitista, mas é o resultado da ação de todos e de cada um de nós. São estes os princípios norteadores dos projetos educativos desenvolvidos pelos profissionais do AHJF.

Os documentos custodiados pelo Arquivo Histórico de Juiz de Fora possibilitam conhecer aspectos diversos de nossa História econômica, social, cultural política etc. Da produção cafeeira de meados do século XIX ao processo de industrialização e de prestação de serviços. Da opressão sobre as pessoas escravizadas à exploração dos operários. Das lutas dos cativos (fugas, criminalidade etc.) às greves operárias.

A equipe do Arquivo Histórico está à disposição de todos para pesquisas sobre estes e outros assuntos e para a formulação de aulas sobre os mais variados temas.

Este site pretende tornar pública a atuação do AHJF, o potencial de seu acervo documental e, principalmente, trazê-lo cada vez mais para perto dos juizforanos e de todos aqueles que tenham acesso a ele. Quem sabe você não vai descobrir algo a mais sobre seu próprio passado refletido no presente.

(1) ÁLVAREZ, Pablo Serrano, Interpretaciones de la historiografía regional y local mexicana, 1868-1999. Los retos teóricos, metodológicos y líneas de investigación. Disponível In: http://www.uepg.br/rhr/v6n2/6Alvarez.pdf, acessado em 25 de agosto de 2007, p. 113.
Prefeitura de Juiz de Fora
Av. Brasil, 2001 | 6° andar - Centro - Juiz de Fora/MG - CEP: 36060-010
Todos os direitos reservados. Copyright © 2016 - Site versão 3.0