|   -A     Padrão     A+   |  
Secretaria de Governo - SG
MÉRITO COMENDADOR HENRIQUE GUILHERME FERNANDO HALFELD

Biografia


Heinrich Wilhelm Ferdinand Halfeld nasceu no dia 23 de fevereiro de 1797, na cidade de Clausthal-Zellerfeld, Hanover, Alemanha.

Formou-se em engenharia na Technische Universität Clausthal (Universidade Técnica de Clausthal), em Clausthal-Zellerfeld, na Alemanha (considerada uma das melhores Universidade de Minas do mundo). Aos 18 anos alistou-se no Exército no posto de 2º tenente, tomando parte na expulsão das tropas francesas da Alemanha e posteriomente da célebre batalha de Waterloo, quando foi atingido no rosto. Trabalhou nas minerações no Hartz. Casou-se no dia 10 de abril de 1824 com Dorothea Augusta Filipina. Em 1825 embarcou para o Brasil a bordo do veleiro "Doris", onde nasceu seu filho primogênito Pedro Maria.

Foi incorporado no Imperial Corpo de Engenheiros no recém criado Exército Brasileiro. Vencido seu contrato, passou a trabalhar na S. John Del Rey Mining Company e depois nas minas pertencentes ao Barão de Cocais. Em 1834 comprou uma Sesmaria às margens do Rio Piracicaba (atual município de São Domingos do Prata). Em 1836 foi nomeado "Engenheiro da Provícia de Minas Gerais", quando passou a residir na cidade de Ouro Preto (Vila Rica). Foi Halfeld designado para construir a Estrada do Paraibuna que ligava Vila Rica, (a capital Mineira), à Paraibuna, na divisa franteiriça do Rio de Janeiro. Deu ele nova orientação à estrada, que além de maior segurança e conforto, além de integrar a Província de Minas, teve o mérito de influir decisivamente no surgimento da Cidade de Juiz de Fora.

Em Ouro Preto, no dia 13 de maio de 1839 falecia sua esposa. Já em 8 de Janeiro de 1840, famoso e respeitado em todo o Império, com uma condição financeira estável e possuidor de bens patrimoniais, casa-se com a filha de seu anfitrião Tenente Antônio Dias Tostes, a jovem Cândida Maria Carlota. Em 1842, no posto de Capitão de Engenharia, participa da vitória das tropas leais ao imperador na Batalha de Santa Luzia, onde recebe elogios de Caxias por sua coragem, sangue frio e bravura. Por seus leais serviços no campo de batalha, foi Halfeld condecorado com o "hábito da Ordem Rosa". No ano de 1852, Halfeld foi encarregado de realizar o balizamento do rio São Francisco, tendo percorrido e explorado o rio com seus afluentes desde Pirapora até ao Oceano Atlântico num total de mais de 2 mil kilômetros, resultando em um extraordinário relatório consultado até os dias de hoje.

Também foi Halfeld, juntamente com seu auxiliar alemão Frederico Wagner, quem elaborou o primeiro Mapa da Província de Minas. Na verdade não se faziam OBRAS na cidade de Juiz de Fora e/ou em Minas Gerais sem antes consultarem ao Engenheiro Halfeld. Até mesmo o Governo do Rio de Janeiro enviavam-lhe consultas técnicas. Apesar de sua enorme importância, usufruindo da amizade do Imperador, de alto prestígio em todo o Império, Halfeld nunca perdeu sua simplicidade, manifestada claramente em seu último desejo, quando em testamento pede que seu enterro seja o mais simples possível, sem pompas e ostentações.

Henrique Halfeld ainda foi um grande benfeitor da cidade, tendo efetuado muitas doações em dinheiro e em terras. Enviuvou-se pela 2ª vez no ano de 1866, e no seguinte casou-se pela terceira vez com Maria Luiza da Cunha Pinto Coelho. De seus três casamentos brotaram 16 filhos e enorme descendência. Halfeld faleceu tragicamente no dia 22 de novembro de 1873.

Roberto Dilly
Historiador e Presidente do Instituto Teuto-Brasileiro William Dilly
Prefeitura de Juiz de Fora - Secretaria de Governo - Comendador Henrique Guilherme Fernando Halfeld
Prefeitura de Juiz de Fora
Av. Brasil, 2001 | 6° andar - Centro - Juiz de Fora/MG - CEP: 36060-010
Todos os direitos reservados. Copyright © 2016 - Site versão 3.0