|   -A     Padrão     A+   |  
Portal de Notícias
NOTÍCIAS:FUNALFA
JUIZ DE FORA - 4/10/2006 - 15:15



Juiz de Fora com Arte - O “Som de Minas” que encanta as Gerais



Portal de Notícias PJF | Juiz de Fora com Arte - O “Som de Minas” que encanta as Gerais | FUNALFA - 4/10/2006
Um retrato fiel da mineiridade musical do cantor e violonista Pedro Mendes é o novo show do projeto Juiz de Fora com Arte. O espetáculo resgata canções de artistas que fizeram parte do Clube da Esquina como Lô Borges, Milton Nascimento, Toninho Horta e Beto Guedes. A apresentação será na sexta-feira, dia 6, às 18h30, no Parque Halfeld. O cantor abre a programação de outubro do projeto, realizado pela administração do prefeito Alberto Bejani, através da Funalfa.

Animando o happy hour da semana, Mendes faz uma homenagem à música mineira das décadas de 70, 80 e 90, mesclando obras já conhecidas do público e composições próprias que estão no CD “Quatro Cantos”, gravado com recursos da Lei Murilo Mendes de Incentivo à Cultura, em 2004. No show, que tem como característica “um tom bem intimista”, o músico relembra músicas que foram sucesso e que até hoje são interpretadas por grandes nomes do cancioneiro popular brasileiro. “Paisagem da janela” (Lô Borges e Fernando Brant), “Amor de índio” (Beto Guedes e Márcio Borges), “Resposta” (Samuel Rosa e Nando Reis) e “Clube da esquina II” (Milton Nascimento, Lô Borges e Márcio Borges) são algumas das melodias que os presentes poderão conferir. Além ainda de músicas autorais como “Bela como a flor” e “Mar de Mariana”.

Na festa, Mendes divide o palco com feras da música local, como Rogério Uchôas (percussão e vocal) e Samuel Mendes (Contrabaixo).

Pedro Mendes

Pedro Mendes faz parte do cenário musical mineiro desde o início da década de 80, passando pelo samba, pelo rock e, enfim, pela MPB, encontrando o caminho da composição e da produção, destacando-se pelo seu estilo regional de tocar, cantar e fazer arranjos, influenciado pelo “Clube da Esquina”, movimento formado por Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes e Toninho Horta.

Ao longo desta caminhada, encontrou parceiros como Emmerson Nogueira, Kakinho Itaboray, Cláudio Fraga, Dudu Lima, Weber Martins, Alexandre Scio, Giovanini e Padinha, grandes talentos que lhe deram a honra de dividir o mesmo palco em shows e festivais de música por todo o país.

Além de se apresentar em várias casas noturnas da cidade e em todo o estado, o cantor participou também de vários festivais de música, dentre eles o Festival da Canção de Boa Esperança (MG), Festival de Alegre (ES), Festsinhá Em Itumbiara (GO), Festival Latino-Americano da Canção Universitária em Itajaí (SC), e o “Canta Minas” edições 94, 95, 96, promovido e transmitido ao vivo pela Rede Globo Minas.

Hoje, Mendes faz shows em Minas, Rio e São Paulo para divulgação de seu disco, além de participar do grupo Zênite, ao lado de Rogério Uchôas, Giuliana Giudice, Samuel Mendes e Gladston; e da Banda Lúmina, com Giovanini, Guilherme Pereira, Mônica Pessoa, Palavrinha, Cássio Baptista e Gladston. Atua também como produtor musical no estúdio Derech Or, onde trabalha fazendo arranjos, gravação e edição de CDs de artistas de Juiz de Fora.

Quatro Cantos

Foram mais de duas décadas de trabalho até que o músico pudesse gravar seu primeiro CD, “Quatro Cantos”, cujo lançamento aconteceu em maio de 2005. O disco apresenta uma amostra da produção do artista como compositor e intérprete desde o início da década de 80.

Das 12 faixas do CD, oito são de autoria própria, incluindo canções premiadas em festivais como “Mar de Mariana”, vencedora do badalado Festival da Canção de Boa Esperança e finalista do Canta Minas 1994, promovido e televisionado pela Globo Minas. Na época, a música foi apresentada junto com o parceiro de palco Emmerson Nogueira.

Outras composições próprias são “O Céu da Minha Terra”, “Bela como a Flor”, Até o Amor Chegar”, “Além da Gota”, “A Luz da Liberdade”, “Vera” e “Quatro Cantos”, que dá nome ao CD, por refletir a proposta do disco de contar história dos anos dedicados à arte musical pelo país. Também estão incluídas canções de outros compositores, como “Julieta e Romeu”, dos parceiros de festivais Cláudio Fraga e Carlos Navis, o xote “Paixão Canção e Poesia”, do juizforano Júnior, “Me Faça Um Favor”, de Sá e Guarabyra; e “Estória de Cantador”, de Djavan.

Participaram da gravação os músicos Dudu Lima (Contrabaixo), Giovanini (teclados), Chacrinha (acordeom) e Cássio Baptista (sax). O disco foi produzido pelo próprio Pedro Mendes, no Estúdio Derech Or, onde o artista elaborou a maior parte dos arranjos, mantendo seu estilo mineiro de tocar e cantar.

*Outras informações com Enilson Cardoso pelo telefone 3690-7057.
Juiz de Fora com Arte
O “Som de Minas” que encanta as Gerais

(JUIZ DE FORA, 04.10.06) Um retrato fiel da mineiridade musical do cantor e violonista Pedro Mendes é o novo show do projeto Juiz de Fora com Arte. O espetáculo resgata canções de artistas que fizeram parte do Clube da Esquina como Lô Borges, Milton Nascimento, Toninho Horta e Beto Guedes. A apresentação será na sexta-feira, dia 6, às 18h30, no Parque Halfeld. O cantor abre a programação de outubro do projeto, realizado pela administração do prefeito Alberto Bejani, através da Funalfa.

Animando o happy hour da semana, Mendes faz uma homenagem à música mineira das décadas de 70, 80 e 90, mesclando obras já conhecidas do público e composições próprias que estão no CD “Quatro Cantos”, gravado com recursos da Lei Murilo Mendes de Incentivo à Cultura, em 2004. No show, que tem como característica “um tom bem intimista”, o músico relembra músicas que foram sucesso e que até hoje são interpretadas por grandes nomes do cancioneiro popular brasileiro. “Paisagem da janela” (Lô Borges e Fernando Brant), “Amor de índio” (Beto Guedes e Márcio Borges), “Resposta” (Samuel Rosa e Nando Reis) e “Clube da esquina II” (Milton Nascimento, Lô Borges e Márcio Borges) são algumas das melodias que os presentes poderão conferir. Além ainda de músicas autorais como “Bela como a flor” e “Mar de Mariana”.

Na festa, Mendes divide o palco com feras da música local, como Rogério Uchôas (percussão e vocal) e Samuel Mendes (Contrabaixo).

Pedro Mendes

Pedro Mendes faz parte do cenário musical mineiro desde o início da década de 80, passando pelo samba, pelo rock e, enfim, pela MPB, encontrando o caminho da composição e da produção, destacando-se pelo seu estilo regional de tocar, cantar e fazer arranjos, influenciado pelo “Clube da Esquina”, movimento formado por Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes e Toninho Horta.

Ao longo desta caminhada, encontrou parceiros como Emmerson Nogueira, Kakinho Itaboray, Cláudio Fraga, Dudu Lima, Weber Martins, Alexandre Scio, Giovanini e Padinha, grandes talentos que lhe deram a honra de dividir o mesmo palco em shows e festivais de música por todo o país.

Além de se apresentar em várias casas noturnas da cidade e em todo o estado, o cantor participou também de vários festivais de música, dentre eles o Festival da Canção de Boa Esperança (MG), Festival de Alegre (ES), Festsinhá Em Itumbiara (GO), Festival Latino-Americano da Canção Universitária em Itajaí (SC), e o “Canta Minas” edições 94, 95, 96, promovido e transmitido ao vivo pela Rede Globo Minas.

Hoje, Mendes faz shows em Minas, Rio e São Paulo para divulgação de seu disco, além de participar do grupo Zênite, ao lado de Rogério Uchôas, Giuliana Giudice, Samuel Mendes e Gladston; e da Banda Lúmina, com Giovanini, Guilherme Pereira, Mônica Pessoa, Palavrinha, Cássio Baptista e Gladston. Atua também como produtor musical no estúdio Derech Or, onde trabalha fazendo arranjos, gravação e edição de CDs de artistas de Juiz de Fora.

Quatro Cantos

Foram mais de duas décadas de trabalho até que o músico pudesse gravar seu primeiro CD, “Quatro Cantos”, cujo lançamento aconteceu em maio de 2005. O disco apresenta uma amostra da produção do artista como compositor e intérprete desde o início da década de 80.

Das 12 faixas do CD, oito são de autoria própria, incluindo canções premiadas em festivais como “Mar de Mariana”, vencedora do badalado Festival da Canção de Boa Esperança e finalista do Canta Minas 1994, promovido e televisionado pela Globo Minas. Na época, a música foi apresentada junto com o parceiro de palco Emmerson Nogueira.

Outras composições próprias são “O Céu da Minha Terra”, “Bela como a Flor”, Até o Amor Chegar”, “Além da Gota”, “A Luz da Liberdade”, “Vera” e “Quatro Cantos”, que dá nome ao CD, por refletir a proposta do disco de contar história dos anos dedicados à arte musical pelo país. Também estão incluídas canções de outros compositores, como “Julieta e Romeu”, dos parceiros de festivais Cláudio Fraga e Carlos Navis, o xote “Paixão Canção e Poesia”, do juizforano Júnior, “Me Faça Um Favor”, de Sá e Guarabyra; e “Estória de Cantador”, de Djavan.

Participaram da gravação os músicos Dudu Lima (Contrabaixo), Giovanini (teclados), Chacrinha (acordeom) e Cássio Baptista (sax). O disco foi produzido pelo próprio Pedro Mendes, no Estúdio Derech Or, onde o artista elaborou a maior parte dos arranjos, mantendo seu estilo mineiro de tocar e cantar.

*Outras informações com Enilson Cardoso pelo telefone 3690-7057.



 IMPRIMIR 
11/12/2018 - SE
SE entrega óculos do programa “Ver é Viver” a cinquenta crianças
11/12/2018 - SEL
Festa de encerramento da 26ª Copa Prefeitura Bahamas de Futebol acontece nesta quarta-feira
11/12/2018 - SE
Educação divulga resultado do cadastramento escolar 2019 e inicia matrículas na segunda
11/12/2018 - CESAMA
Vazamento em adutora compromete abastecimento da Cidade Alta
11/12/2018 - SDS
SDS e SS realizam capacitação para prevenir tuberculose
11/12/2018 - FUNALFA
“Respeitável Público” - Espetáculo de dança resgata a magia do circo
11/12/2018 - SDS
Assistidos do Abrigo Santa Helena participam de roda de conversa sobre o Natal
11/12/2018 - SEL
SEL divulga classificação final do “32º Ranking Prefeitura de Juiz de Fora de Corridas de Rua”
11/12/2018 - SESUC
Solenidade marca os dez anos da Guarda Municipal em Juiz de Fora
11/12/2018 - SARH
PJF abre processo seletivo para contratação de fonoaudiólogo
11/12/2018 - MUSEU MARIANO PROCÓPIO
Dia do engenheiro: o legado de Mariano Procópio
11/12/2018 - SETTRA
Settra altera trânsito para “Festa de Santa Luzia”
10/12/2018 - SS
DST/Aids encerra atividades do “Dezembro Vermelho” com presença de ativistas
10/12/2018 - FUNALFA
Oficina cultural e esportiva - Praça CEU inicia matrícula de alunos na lista de espera
10/12/2018 - SDS
Escadaria da Câmara recebe a tradicional cantata de Natal
10/12/2018 - FUNALFA
Autores mirins: terceira antologia da “Escola de Escritores” será lançada na quarta-feira
10/12/2018 - FUNALFA
“Festival de Fotografia” terá exibição de curta e mesa-redonda nesta segunda-feira
10/12/2018 - SETTRA
Settra atua 21 veículos por estacionamento irregular e combate transporte clandestino
10/12/2018 - SCS
Última edição do ano do “Bem Comum Bairros” muda a rotina do Bairro Barbosa Lage
10/12/2018 - SEDETTUR
“Seu Emprego JF” divulga novas oportunidades nesta segunda-feira
Prefeitura de Juiz de Fora
Av. Brasil, 2001 | 6° andar - Centro - Juiz de Fora/MG - CEP: 36060-010
Todos os direitos reservados. Copyright © 2016 - Site versão 3.0